Johnny Got his Gun (Johnny Vai A Guerra ) - 1971

Vou começar esse post dizendo que eu já assisti à esse filme já faz um mês e só estou escrevendo sobre ele agora porque eu demorei
muito para conseguir conceber uma opinião sobre esse filme. 
Eu já também retifico que eu nunca fui de me chocar com filmes ou me abalar psicologicamente com alguma obra cinematográfica, mas esse filme foi algo que realmente me perturbou e demais. 
Como de praxe a sinopse e depois a analise:

"Joe, um jovem soldado americano, é atingido por um morteiro no último dia da Primeira Guerra Mundial. Ele repousa em uma cama de hospital em uma situação angustiante. Continua consciente, mas sem conseguir saber se está dormindo ou acordado. Apesar de tudo, não consegue parar de sonhar, rever suas memórias e refletir sobre o que irá acontecer consigo.
Primeiro e único filme dirigido pelo escritor e roteirista Dalton Trumbo, uma das grandes vítimas do macarthismo, Johnny Vai à Guerra é um monumento cinematográfico erigido contra todas a guerras: do passado, do presente e do futuro."

Johnny Vai A Guerra, pode ser definido em uma palavra "claustrofóbico" começando pela fotografia, quando Johnny lembra da sua vida antes de entrar na condição que ele se encontra naquele momento, as cenas são coloridas, mas quando o filme narra o presente de Johnny a fotografia fica preto e branco! Esse foi um dos recursos mais geniais que eu vi no cinema, porque ele faz duas funções: mostra uma passagem de tempo que é impossível de ser confusa e ainda cria a sensação de alegria nos momentos bons da vida do personagem e mostra a infelicidade suprema que ele está vivendo na miséria que sua vida se tornou.
Mas o que torna o filme mais agonizante é que nós embarcamos na mente de Johnny, o que ajuda nisso é que o filme tem 2 horas e 20 minutos e dificilmente um filme com essa duração não absorve o telesepectador.
Falando agora sobre a mente de Johnny! Confusa, perturbada, desesperançosa e é a única coisa que lhe restou, Johhny não tem mais nada é apenas um ser pensante preso em meio pedaço de carne humana e o pior disso tudo é que Johnny é totalmente inocente, ele nada fez de mal na vida para merecer isso, seu único erro foi ter lutado por seu país.

Nesse ponto do texto, você deve estar pensando porque eu estou indicando um filme tão triste e traumático! A resposta é simples:
Johnny Vai A Guerra é um dos maiores filmes anti-guerra já feitos, Dalton Trumbo teve uma carreira curtíssima no cinema, mas extremamente relevante para a sociedade. Esse filme retrata exatamente que a guerra não vale a pena e o valor que ela dá aos seus heróis (nenhum), além disso o filme aborda outras questões importantes como a eutanásia e até onde somos seres humanos quando não temos mais serventia física nesse mundo. Johnny Vai A Guerra é um filme tão real e tão transformador que ele foi proibido no Brasil durante a ditadura porque se ele fosse exibido causaria um estrago enorme as ideologias dos militares (na verdade é uma pena que ele não foi exibido).
Respondendo a uma pergunta que talvez tenha pairado pela sua mente é de como eu conheci esse filme? Bem, eu acho que todo mundo já assistiu o clipe de One do Metallica, pois é as cenas do clipe são as cenas desse filme, um fato curioso é que o Metallica não comprou apenas os créditos das cenas que eles iam usar, eles compraram os créditos de todo o filme! Agora fico cá pensando com meus botões o que James Hetfield e Lars Urich tem por gosto cinematográfico, vai saber né?
Concluindo o texto eu recomendo de verdade que você amigo leitor assista Johnny Vai Guerra é realmente um filme impactante, triste e traumático, mas se o mundo fosse mais traumatizado pelo cinema a sociedade não seria tão traumatizada pela realidade. 

Onde Assistir?

Clicando aqui você será redirecionado ao site do Filmes Cult para o download do Torrent que você faz no programa de sua preferencia, e eu queria agradecer ao dono desse site pelo maravilhoso trabalho que ele faz. Não sei seu nome, mas é uma pessoa maravilhosa.

That's All Folks

Postagens Relacionadas

0 comentários

Seu comentário é muito bem vindo, desde de que:
-Não seja ofensivo
-Respeite a opinião alheia
-Não seja preconceituoso

Comentários que não se enquadram nesse perfil, serão excluídos.