Discos solos dos integrantes do Pink Floyd que são imperdíveis.

Cá estou eu aqui novamente, acabei a postagem sobre os Beatles (que você confere aqui ) e já começo outra sobre a minha banda do coração, ...

Cá estou eu aqui novamente, acabei a postagem sobre os Beatles (que você confere aqui) e já começo outra sobre a minha banda do coração, Pink Floyd, que para mim é a melhor e a maior banda que já existiu. E entre as muitas curiosidades que eu pesquiso sobre eles, eu não poderia deixar de ouvir os álbuns e projetos solos dos caras e o que tem de coisa boa não tá no gibi.
Eu vou pular rápido para lista porque eu começo a falar de Pink Floyd e não paro nunca mais:



David Gilmour - Álbum David Gilmour

Eu de verdade não tenho como expressar o quanto eu sou apaixonada por esse homem, para mim David representa aquele marido que eu não tenho e se um dia eu me casar e acabar me divorciando podem saber que uma das causas foi ele. Após esse momento loucura, vou falar um pouquinho desse álbum. O álbum que leva o nome dele, é aquele tipo de disco impecável, todo mundo sabe que o David é um exímio guitarrista, ele faz a guitarra falar e se duvidar faz ela chorar e nesse disco em questão podemos ver isso, com uma pegada blues/jazz, um pouco de experimentalismo e rock progressivo, é o melhor disco da carreira solo dele na minha opinião e olha que a carreira solo dele é ótima (juro que não to puxando). Vou destacar duas músicas aqui: No Way e There's No Way Out Of Here. Só digo por favor escutem!




Roger Waters- Amused To Death: 


Se você gosta do The Wall esse álbum é perfeito para você, Que Roger Rogério  é um dos caras mais criativos que existem no mundo da música e nesse álbum ele estava sem impedimentos para colocar essa criatividade para fora. Tirando que o disco conta com participações maravilhosas tipo Jeff Beck. 
Por sinal esse disco tem músicas com solos de guitarra que até o Gilmour  deve ter ficado com inveja. E o que eu mais gostei foram os corais e os teclados, são lindos.
Como Waters não poderia deixar de ser ele, as músicas são recheadas de vozes e ruidos, gritos, é a cria do The Wall, muito melhor que o The Final Cut.
Esse disco não teve o reconhecimento que deveria e vou lembrar que o Roger tá lançando um álbum novo esse ano, to curiosa, muito mesmo!


Richard Wright- Wet Dream: 

A melhor coisa de um músico é fazer o que ele sabe fazer e amar o que faz, Rick por exemplo, era um tecladista e o que ele faz nesse album?  Nos apresenta uma maravilha de outro mundo ao som das teclas. Não vou mentir, os Floyd lançaram ótimos discos solo, mas acho que nenhum é que nem esse. É aquele tipo de álbum que te arrepia, lindo demais.
Cheio de baladas e dou destaque a Against the Odds, Waves, Holideay(essa é para chorar). Rick teve um carreira curta fora do Pink, lançou poucos discos, entrou numa banda estranha chamada Zee depois que o Waters demitiu ele, voltou para o The Division Bell e depois ficou doente até morrer. Tristezas a parte eu digo que esse não é um disco essencial só na lista de um Floydian, mas na lista de todos que apreciam boa música.


Nick Manson - Fictitious Sports


De todos os álbuns pós Floyd, esse é o que eu gosto menos, ele é realmente cheio de altos e baixos, tem musicas boas? Tem tipo Hot River que é uma musica muito boa, mas não sei, até para um fã de Pink é meio difícil entender o conceito desse álbum, a começar pela capa. O que fortalece minha teoria que Nick era o mais louco dos Floyd. Ele realmente não se dedicou muito a carreira solo, também porque ele nunca saiu do Floyd está em todos os álbuns. Enfim é aquela coisa se tu quiser tu escuta...








Syd Barrett- The Madcap Laughs



Vocês acharam que eu iria me esquecer do Syd? Não! O nosso eterno diamante louco é inesquecível.
Eu ouvi esse álbum por indicação de um amigo muito querido e que tem um conhecimento musical de dar inveja e desde de então nunca mais parei de ouvi-lo.
The Madcap Laughs é a cara do Syd, sua marca registrada e foi meio difícil de grava-lo devido a condição mental do Syd, alguns produtores tentaram gravar com ele, mas desistiram, então Gilmour e Waters o ajudaram na conclusão do disco apesar de estarem finalizando o Ummaguma.
Dá para ver em várias faixas que Syd não estava bem, ele desafina em algumas e outras conversa, mas nada disso tira a maestria do disco.
Eu queria falar um pouquinho do Syd, infelizmente muita gente coloca ele na sombra da droga, mas não, Syd Barrett foi um dos caras mais geniais que passaram por essa terra, e ele sempre será o criador do Pink Floyd, porque um dos discos mais geniais que a banda lançou foi o de estreia o The Piper Gates Of Dawn e ele nunca teria sido possível se não partisse da mente desse cara, O problema não era que o Syd não tinha condições de viver entre nós e sim que nós não conseguimos viver com a genialidade de Syd Barrett.

Eu espero de verdade que tenham gostado, tem música ai para mais de metro, escutem os álbuns e é isso até a próxima!


Leia mais

0 comentários

Seu comentário é muito bem vindo, desde de que:
-Não seja ofensivo
-Respeite a opinião alheia
-Não seja preconceituoso

Comentários que não se enquadram nesse perfil, serão excluídos.