Neil Young - Harvest

Comprei esse CD na minha adolescência, e é uma daquelas aquisições que tu faz de momento e leva para a vida inteira. Dos CD's que te...

Comprei esse CD na minha adolescência, e é uma daquelas aquisições que tu faz de momento e leva para a vida inteira. Dos CD's que tenho na minha prateleira esse é o que me traz mais lembranças, de tantos momentos bons e ruins, que não irei falar aqui.
O fato é que esse disco é considerado por muitos um dos melhores do Neil Young. Sempre gostei muito dele por sinal, tirando que é um cantor excepcional. Neil é ativista das mais diversas causas e é um daqueles artistas que a gente pode chamar de completo.
Vou falar um pouquinho desse disco maravilhoso:


Out on the Weekend: A faixa de abertura do álbum. é realmente muito bonita, bem tranquila, com uma letra que me lembra Dylan. Mas apesar de muito bonita ela é um pouco triste a melodia ao menos.

Harvest: A faixa que dá titulo ao CD, não tem uma melodia triste como a anterior, mas sua letra é realmente de chorar. acho que Neil estava passando por uma fase não muito boa já que o Crosby, Stills, Nash & Young, havia acabado o que deve ter sido difícil para ele, já que eles ficaram juntos um bom tempo.

A Man Needs A Maid: Talvez a musica mais polemica do CD, muitos dizem que a letra é machista ou sexista, mas isso é uma questão muito grande de interpretação. Na realidade essa musica fala da insegurança que ele tinha de ter um relacionamento e no final acabar se machucando com ele (por qual cabeça nunca passou esse pensamento por sinal?). Outra coisa, no final da musica Neil fala:
"A while ago somewhere I don't know when
I was watching a movie with a friend
I fell in love with the actress"
Para quem não sabe, Neil, realmente se apaixonou por uma atriz chamada Carrie Snodgress. que viria ser mãe do seu primeiro filho e ela fazia papel de dona casa no filme Diary of a Mad Housewife. 

Heart of Gold: Uma das canções mais conhecidas do cantor, tem uma letra poética, que fala sobre como Neil Young queria realmente ser uma pessoa melhor, mais evoluída, mas não conseguia em decorrencia do mundo em que vivia, ele realmente parece ter medo de não alcançar isso e envelhecer sem consegui-lo, é algo a se pensar gente.

Are You Ready For The Country: A letra dessa fala sobre a carreira de Neil, talvez desde de o começo dela quando ele ainda era um musico desconhecido, contando talvez histórias dessa época. O refrão que pergunta se o garoto estaria pronto para o campo, pode ser um medo que ele tinha de como as pessoas receberiam suas musicas, depois que ele partisse de lá e fizesse sucesso. Não sei pode ser mera especulação minha, mas é assim que eu vejo.

Old Man: Essa musica na verdade é uma bela homenagem que Neil, fez ao seu pai, a musica virou um dos seus maiores sucessos, e é uma das minhas favoritas.

There's A World: Acho o começo dessa musica com uma melodia um pouco sombria, mas o refrão muda completamente e fica muito suave o que dá um contraste muito legal na musica. Sobre a letra, ela fala sobre o mundo e visão que Neil Young tem (ou tinha) dele e que segundo ele esse mundo tinha que mudar de alguma forma, e ao que me parece a solução dada é a união dos desafortunados da sociedade.

Alabama: A minha música favorita do CD, tem a marca registrada da carreira de Neil Young, a luta contra o racismo, nessa música em especial ele fala sobre o preconceito racial no sul EUA. Ela é a faixa mais pesada do disco melodicamente falando, um rock dos bons,

The Needle And the Damage Done: Não sabia, mas dando uma pesquisada descobri que essa musica, fala sobre a tristeza de Neil, em perder o amigo e companheiro no Crazy House, Danny Whiten, que morreu devido a uma overdose de heroína.

Words (Between The Lines of Age): A música que finaliza o disco poderia ser chamada de poesia, é uma letra muito bonita mesmo, e som um pouco mais pesado que as demais, confere um final lindo para esse CD.

Talvez um dos motivos para esse álbum ser tão bom, é o fato de que ele traz muitas experiencias pessoais do cantor e pode-se dizer foi escrito com a alma. Para mim a verdadeira arte é essa, aquela que é uma extensão da nossa vida, e diz o que realmente queremos dizer ou retrata momentos que passamos. Um disco para levar na memória e mostrar para os amiguinhos, mas ouvir sozinho e talvez até mesmo chorar sozinho haha.
Então é isso pessoal, até a próxima!

Leia mais

2 comentários

  1. Sou uma eterna apaixonada por Neil e posso dizer que este disco é sua obra-prima - o que mais me encanta e emociona. Minhas faixas prediletas são, por acaso, "Old Man" - o clássico dos clássicos e, em minha opinião, uma das melhores canções já feitas - e "A Man Needs a Maid" - o grito desesperado de um homem carente de amor.

    Amei ver Neil por aqui!

    Beijos,
    Rafa

    http://imperioretro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo Neil, Rafa e amei ver você por aqui.
      Beijos.

      Excluir

Seu comentário é muito bem vindo, desde de que:
-Não seja ofensivo
-Respeite a opinião alheia
-Não seja preconceituoso

Comentários que não se enquadram nesse perfil, serão excluídos.